Em cima da hora:
Fechamento de autoescola vira caso de polícia em Presidente Prudente
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • Wagner não agrada e greve deve continuar


    05/06/2012 às 01:31h
    Recomendar

    A proposta recolocada pelo governador da Bahia Jaques Wagner não agradou aos professores representantes do movimento grevistas. De acordo com matéria (leia aqui) publicada no site de o Correio da Bahia, a greve, que parecia estar perto fim, deverá continuar.

    Interpretando a posição do governo durante a rodada de negociação com representantes do poder e dos grevistas ocorrida na noite de ontem (segunda-feira, 04) o segundo secretário da APLB, Claudemir Nonato, disse que “o governo com uma mão e tira com outra”.

    Por conta disto, o comando de greve e os docentes paralisados vão se reunir novamente hoje, às 9 horas da manhã, na sede da Secretaria da Educação, em Salvador, para discutir as minúcias da proposta reapresentada pelo governador durante a manhã de ontem em entrevista na tv aberta e os rumos que o movimento vai tomar a partir de então.

    Ao jornal o segundo secretário, criticando a decisão de Wagner, disse: "A proposta quer retirar esse percentual concedido. O governo quer retirar direitos consolidados. Além de não contemplar os aposentados, o que a gente até podia entender, o governo deixaria as promoções congeladas por 2 anos". Isto segundo Claudemir é um absurdo visto que esse é um direito adquirido a cada três meses.

    Em contrapartida o governador foi categórico e atacou: "Esse ano é impossível, pois teria um impacto que não estava previsto no orçamento porque eu tenho uma Lei de Responsabilidade Fiscal para cumprir. Eu quero saber onde está intransigência, do lado de ou de ".

    Enquanto essa briga de foice no escuro não chega ao fim, os milhões de estudantes seguem “caminhando contra o vento sem lenço e sem documento” e o que é pior sem exemplo nenhum a seguir.

     

     



    Comentários


    05/06/2012 as 23h35m
    danilo escreveu:
    um absurdo essa greve,nos pagamos altos impostos para serem investidos em educaçao e o governo não quer pagar a merecida remuneraçao aos nossos educadores.. o que sera do país futuramente sem educaçao??
    06/06/2012 as 09h24m
    Danilo Guerra escreveu:
    Prezado Danilo, de fato a educação de qualidade é um direito de todos e dever do Estado. No entanto, o que precisamos é um claro desrespeito a todos nós. Para muitos governantes, a educação não tem o menor valor, infelizmente essa é a realidade.
    06/06/2012 as 09h30m
    Danilo Guerra escreveu:
    REPUBLICADO POR INCORREÇÃO: Prezado Danilo, de fato a educação de qualidade é um direito de todos e dever do Estado. No entanto, o que presenciamos é um claro desrespeito a todos nós. Para muitos governantes, a educação não tem o menor valor, infelizmente essa é a realidade.
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia