Em cima da hora:
Motociclista fica ferido após bater de frente com ônibus em Ribeirão Preto
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • Oficina incentiva professores para a prática da Literatura de Cordel


    12/02/2014 às 07:21h
    Recomendar

    O evento acontece em Salvador e integra as ações da exposição "Imagens dos Vaqueiros da Bahia


    Nos próximos dias 17 e 18, será realizada uma Oficina de Cordel voltada para professores da rede pública e particular de ensino, tendo como foco a história e a produção da Literatura de Cordel, dentro da dimensão da oralidade e da memória, como patrimônio cultural universal e elemento identitário do povo nordestino.
    A atividade integra as ações socioeducativas voltadas à exposição "Imagens dos Vaqueiros da Bahia", em cartaz na Galeria Solar Ferrão (Pelourinho), com curadoria do antropólogo Washington Queiroz.
    O objetivo da oficina - realizada das 09h às 12h e das 14h às 17h - é contribuir para a reflexão do uso dessa literatura como material didático e seu valor pedagógico para trabalhos em sala de aula e como estímulo para o aprendizado da leitura. O participante da oficina será desafiado no exercício de sua capacidade criadora, produzindo ao final, um folheto de cordel. A capa será ilustrada com fotografia ou imagem, onde a equipe da LabDimus vai auxiliar na criação e edição das imagens.
    No programa, consta a parte teórica e prática sobre o processo de construção do Cordel, incluindo a arte e técnica da xilogravura. Na teórica: as origens da literatura de Cordel, história e evolução do Cordel no Brasil, leitura de Cordel, a produção de folhetos e seus autores, e elementos de composição do Cordel (forma, narrativa, métrica e rima). Os trabalhos em grupo entram na parte prática: criação das sextilhas, escolha e construção da narrativa em versos, finalização da narrativa, criação para a capa; diagramação, impressão e tiragem de cópias.
    Gratuita, a oficina será ministrada por Eliene Diniz - socióloga pesquisadora de Literatura de Cordel e técnica da Dimus. O evento é promovido pela Diretoria de Museus - DIMUS/IPAC, por meio do Solar Ferrão, em parceria com o LabDimus e o Setor Educativo do Palácio da Aclamação. São 20 vagas disponíveis. As inscrições estão abertas até 12 de fevereiro. Mais informações pelo telefone (71) 3116-6740 ou no e-mail [email protected]
    A Literatura de Cordel, ou simplesmente folheto, como é chamado pelos mais tradicionais, é a poesia narrativa popular impressa em versos. Lida ou cantada, sua divulgação é sempre feita em voz alta, o que a inclui na tradição da literatura oral.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia