Em cima da hora:
Família em Barbacena tem casa furtada enquanto viajava
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • Projeto encoraja estudantes a transformarem realidade em escola municipal no Bem-Te-Vi


    13/09/2017 às 08:06h
    Recomendar

    Com o objetivo de encorajar os estudantes a transformarem suas realidades reconhecendo-os como protagonistas de suas próprias histórias. Este é o objetivo do programa Acelera Brasil, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação em parceria com o Instituto Ayrton Senna, que culminou ontem (13) com o lançamento do Jornal dos Acelerados, uma produção dos estudantes da Escola Municipal Dr. Nantes Bellas Vieira, localizada na comunidade Bem-Te-Vi, bairro Pedra do Descanso.

    Um bate papo com a equipe gestora do projeto, professores, direção, coordenadores e com a imprensa foi realizado para marcar o lançamento do jornal escolar, que será distribuído à comunidade. Apresentações de dança e o projeto de publicar um livro com as memórias dos meninos da Pedra do Descanso também foram apresentados na tarde festiva. A iniciativa deixou os alunos muito felizes e reflexivos. 

    Eduardo Evangelista tem 13 anos e contou à equipe de reportagem do Jornal Folha do Estado, convidada pela coordenação do projeto para prestigiar o evento e compartilhar um pouco da rotina de produção da notícia na mídia impressa, que o programa está trazendo benefícios para a vida dele dentro e fora da escola.

    "Eu vivo em uma comunidade marcada pela violência, a escola me ajuda a não querer entrar no mundo da criminalidade. Eu aprendo muitas coisas aqui, escrever este jornal me ajudou a sonhar em ter um futuro melhor. Eu penso em ser um grande jogador de futebol e dar orgulho a minha família", disse o o estudante que, juntamente com outros colegas, terão suas memórias publicadas no livro "Memórias dos Meninos da Pedra do Descanso", que está organizado pela própria escola e que será lançado em breve na Câmara Municipal de Vereadores da cidade. 

    Educação dá esperança 

    É para valorizar a produção e a valorização de garotos como o Eduardo que a professsora da turma Lília Nantes, juntamente com a equipe gestora e a coordenação pedagógica vence os desafios diários de não apenas ensinar a importância das letras, mas o real significado da vida.

    "O principal desafio é fazer com que as pessoas acreditem em si mesmas. Os meus alunos começaram a desenvolver a escrita, a leitura, depois aprendem a ter força de vontade e que tudo é possível. Essa turma acelera tem defasagem de série por conta da repetição, então as vezes é difícil sim, mas não podemos desistir", diz a professora com olhar esperançoso. "Nós buscamos superar esses desafios através de projetos que estimule a auto-estima dessas crianças", acrescenta Lisandra Sampaio, coordenadora dos programas de Fluxos Escolar nos Municípios e a diretora, Jaqueline Barbosa, completou: "Queremos trazer a esperança de volta".

    O Jornal Folha do Estado foi convidado para participar do lançamento do Jornal dos Acelerantes, criado pelos estudantes do 3º ao 5º anos da escola. No impresso, estavam contidas histórias e experiências, dos estudantes, vivenciadas na escola e na comunidade, produzidas e escritas por eles mesmos.

    Para o chefe de Redação do Folha, Danilo Guerra, que compartilhou um pouco da sua história com os alunos, a escola tem o papel de despertar vocação nos estudantes. "O despertar para o lado bom da vida nasce das oportunidades que são construidas dentro da escola, através de iniciativas como estas que põe os estudantes não apenas como consumidores de mídia, mas também como autores e mais que isso como sujeitos crítico-reflexivos que mostram ao mundo que querem um mundo melhor para viverem". 



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia