Em cima da hora:
Enchente atinge bananais em três cidades do Vale do Ribeira, SP
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • O outro gume da faca


    16.11.2015 13h00m
    Recomendar

    Existe o crime perfeito? É possível um criminoso pensar todos os pormenores, antecipar situações e inclusive, inventar provas que o coloquem acima de qualquer suspeita? Tudo que o personagem Aldo Tolentino pretendia era descobrir a verdade do comportamento de sua mulher. O livro que escolho é “O outro gume da faca”, uma história envolvente, conduzida por Fernando Sabino, que traz um inesperado desfecho, numa sucessão de surpresas em cada página. Eu, Neto Sepúlveda, li e recomendo.


     



  • Ansiedade


    16.11.2015 12h59m
    Recomendar

    Recomendo aos leitores do Professor Repórter, o livro intitulado Ansiedade, do escritor Augusto Cury. Na obra, Cury afirma que a ansiedade é o mal do século e informa como e porque a humanidade adoeceu coletivamente com a Síndrome do Pensamento Acelerado- SPA, que supera a depressão. Nesta leitura, você entenderá como funciona a mente humana para ser capaz de desacelerar seu pensamento, gerir sua emoção de maneira eficaz e resgatar a qualidade de vida. 



  • Os Dez Hábitos das Mães Felizes


    16.11.2015 12h47m
    Recomendar

    O livro que escolhi "Os dez Hábitos das Mães Felizes", da autora e pediatra Meg Mekker, certamente foi um dos mais marcantes, afinal foi o primeiro recebido como presente da minha filha Vitória, o qual eu super indico a todas as mamães, principalmente, as de primeira viagem, assim como eu.
    A grande sacada desse livro não é questionar se você está realizada por ter tido filhos e nem tão pouco é um guia de como ser uma mãe melhor e sim, uma reflexão para as mulheres serem mais felizes. E é justamente sobre essa procura pela felicidade que a autora foca todo o texto do livro.
    Certamente, o livro está guardado nos meus favoritos para lê e reler, e assim, ir relembrando e colocando os 10 hábitos em prática. Por isso, li e recomendo “Os dez Hábitos das Mães Felizes”.
     



  • O silencioso homem da lança: o sonho como porta-voz do inconsciente


    16.11.2015 12h40m
    Recomendar

    Escrita pela Profª. Dra. Valdeci dos Santos, titular do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas da UNEB – Universidade do Estado da Bahia - no campus de Alagoinhas, a obra de caráter autobiográfico, cujo nome intitula este texto, foi lançada sábado passado (14) pela Sociedade de Estudos Psicanalíticos e Hipnose Aplicada (SEPHIA), às 16h, na Clínica Sephia, na Rua Primeiro de Maio, nº 98, bairro São João.

    “O silencioso homem da lança: o sonho como porta-voz do inconsciente” está vinculado ao Projeto de Pesquisa Memória do Ensino de Biologia integrante do Macroprojeto Bio-Tanato-Educação: Interfaces Formativas que a autora desenvolve há 19 anos (1996-atual).
    Familiariza o leitor com alguns conceitos e aportes teóricos com os quais a Drª. Valdeci dialoga sobre morte, finitude da vida, morrer, não-dito da morte, mecanismos objetivos-subjetivos fundamentados pelo não-dito da morte, duplo sentimento de estranhamento e de familiaridade sobre a morte é um dos objetivos da obra.
    Compartilha o sonho intitulado “O SILENCIOSO HOMEM DA LANÇA”, porta-voz do inconsciente da autora no contexto da condição de sujeito objetivo-subjetivo, diante da possibilidade ser uma portadora de neoplasia (câncer). Por isso, conclui a autora, que este seu sonho é a realização de um desejo: o desejo de não morrer vitimada pelo câncer.
    São prefaciadoras da obra: a Psicanalista Yvone Matos Cerqueira (Sociedade de Estudos Psicanalíticos e Hipnose Aplicada – SEPHIA) e Dra. Zoraya Maria de Oliveira Marques (Universidade do Estado da Bahia - UNEB).
    A primeira obra da autora, também de caráter autobiográfico, fruto da sua trajetória de educadora tanto na educação básica quanto no ensino superior, “Memórias de uma professora-bióloga: desejos, olhares e espelhos” foi lançada em dezembro de 2012, no Salão Nobre da Faculdade de Educação da UNICAMP – Universidade de Campinas – durante o IV Seminário de Epistemologia e Teorias da Educação, também aqui em Feira de Santana, no Centro Integrado de Educação Assis Chateaubriand, onde a autora estudou por 10 anos.
     



  • Estudantes realizam sonho e visitam shopping pela primeira vez

    Eles viajaram mais de 22km e ficaram encantados durante aula-passeio no shopping Boulevard
    02.11.2015 12h44m
    Recomendar

    O que para alguns é rotina, para outros é a realização plena de um sonho. Uma simples ida ao shopping, por exemplo, foi um programa inédito para 18 estudantes do 4º ano do Ensino Fundamental na Escola Municipal Santo Estevão Velho, localizada zona rural do município de Antônio Cardoso (distante a 22km de Feira de Santana).


    A ideia surgiu, segundo a professora Alailza Guerra, principal articuladora da visita, durante conversas informais em sala de aula. A pró, com sensibilidade pedagógica aguçada, percebeu que os estudantes da sua turma nutriam esse sonho e, então, resolveu dialogar sobre a possibilidade de realizá-lo com a coordenadora pedagógica, Nai Lobo, e com a diretora da unidade escolar, Carla Rocha. “As duas abraçaram o projeto logo de cara e foram grandes parceiras na realização dessa atividade, sem o apoio delas isto não seria possível”, disse a professora Guerra agradecida.


    Então, quando compartilhou com os estudantes e disse que o sonho seria realidade, a euforia tomou conta da turma e todos se prepararam para o grande momento. E ele chegou. Quinta-feira, 29 de outubro. Este dia jamais será esquecido pela turminha da pró Alailza. Afinal, foi nele que os pequeninos vivenciaram uma experiência inédita em suas vidas.

    Durante o passeio, os estudantes aprendem sobre meio ambiente, comércio, consumismo, reciclagem, ética, cidadania, direitos do consumidor, alimentação saudável. Visitaram a praça de alimentação, cinema, livraria, lojas de diferentes segmentos, o estacionamento, os elevadores e, por fim, a praça de alimentação, onde foram convidados a lanchar.


    Todos conheceram os segredos do shopping e ficaram encantados com o que descobriram, mataram suas curiosidades e voltaram para casa felizes da vida e totalmente agradecidos por vivenciarem um momento que, apesar de simples, jamais será esquecido por eles.
     



  • 1
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia